Você está em Notícias

  Educação     19/04/2017

Escolas comemoram Dia do Livro Infantil

Encenações de peças teatrais, leituras e canto foram algumas das atividades desenvolvidas.
A+   A-

(Mônica Terra)

O Dia Nacional do Livro Infantil foi comemorado na terça-feira, 18, nas escolas da rede municipal de São João da Barra. Criado em 2002, a data é uma homenagem ao escritor Monteiro Lobato, nascido em 18 de abril. Encenações de peças teatrais, leituras e canto foram algumas das atividades desenvolvidas.

 "Estamos empenhados em propiciar aos nossos alunos uma educação reflexiva, pautada na leitura e, consequentemente, na formação de cidadãos críticos", frisou a secretária de Educação, Lúcia Siqueira. 

Em Grussaí, o Centro Municipal de Educação Nossa Senhora Aparecida, por meio de professores, pedagogos, auxiliares de creches e serviços gerais se engajaram na literatura e dramatizaram histórias infantis para alunos de creche e pré-escola.

O desenvolvimento da imaginação e da criatividade são atribuições da leitura, destaca a coordenadora geral de Educação, Graciane Volotão. “Ao se envolver na história contada pelo livro infantil, o pequeno leitor amplia a sua visão de mundo, adquire cultura e desenvolve habilidades importantes no âmbito escolar, como escrita, pronúncia e interpretação”, conclui.

Na escola Professora Dionélia Gonçalves Santos, em Atafona, encantou aos presentes o trabalho de inclusão desenvolvido pela equipe técnica e professores. Alunos com necessidades especiais participaram da encenação das peças infantis, como: “Os Três porquinhos”, “João e Maria”, “Cinderela”, além do musical “Rosa juvenil”. A turma do 1º ano, da professora Samaris Aguiar, apresentou a peça “O Reizinho mandão”, de Ruth Rocha.

“Aproveitamos para trabalhar o tema anual: Ética e valores, e frisar a importância de interagir com os colegas, criar laços de amizade e respeito, mas, sobretudo, mostrar a importância do livro em um mundo cada vez mais tecnológico”, finaliza Samaris.

“A escola tem se empenhado para reconhecer as contradições e limitações do sistema educacional, construindo novos saberes, e visivelmente dando suporte às demandas do dia a dia em relação à convivência e aprendizagem”, destacou a diretora, Liliana Anunciação, reconhecendo, ainda, a importante participação e dinamização da equipe escolar para o desenvolvimento do projeto.

Para a orientadora educacional Adriana Melo, esses projetos contribuem para o crescimento intelectual, porque a leitura é trabalhada de forma diferenciada. “A encenação quando trabalhada desperta a criança para a reflexão e interação, percebem o corpo, o movimento e assim, vão construindo a sua aprendizagem. Trabalhar com alunos com necessidades especiais nos faz crer na inclusão, e na adaptação destes ao meio social”, pontuou.

A+   A-

Mais notícias relacionadas a Educação

Oficina de arte em cerâmica
Convocação para preenchimento de 58 vagas na Educação
Secretária de Educação visita unidades escolares
Educação se reúne com representantes do SEPE
Qualificação profissional discutida em reunião
  • Nota Fiscal Eletrônica
  • Plano Diretor
  • Banner IPTU
  • Sisban