Propostas para Conferência Estadual de Saúde

Plenária foi realizada nesta quinta-feira para discutir as propostas


11/04/2019 - Saúde

Previous Next

(Gabriela Hintz)

A Secretaria de Saúde de São João da Barra e o Conselho Municipal de Saúde realizaram nesta quinta-feira, 11, a plenária ampliada com o objetivo de discutir eixos temáticos da 16ª Conferência Nacional de Saúde e envio de propostas para a Conferencia Estadual.

Fizeram parte da mesa de abertura a subsecretária de Saúde, Keth Miranda; o presidente do Conselho de Saúde - segmento usuário - Gershen Ribeiro; o Ouvidor da Saúde, Sergio Franco; e o representante do Rotary, Alcides Santos. Participaram do evento servidores da saúde, membros do Conselho Municipal, entidades não governamentais e a comunidade.

Durante a plenária foram apresentados os três eixos propostos pelo Conselho Nacional de Saúde. “Saúde como direito”, com a professora da Universidade Federal Fluminense (UFF), Maria Cléria Coelho, “Consolidação dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS)”, com a enfermeira Geiza Paes Retameiro, e “Financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS)”, com a coordenadora de Saúde, Laura Areas.

A subsecretária Keth Miranda falou da participação da população nas plenárias. “Esse é o momento de discutir propostas e as experiências positivas do município. É importante contar com o apoio da comunidade nessa discussão”  ponderou.

Durante o encontro foram aprovadas as propostas para a 8ª Conferência Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, que será realizada nos dias 24, 25 e 26 de maio, onde o município conta com cinco vagas. Já para a nacional, considerado o maior evento de participação social no Brasil, que acontece em Brasília, de 4 a 7 de agosto de 2019, conta com uma vaga.

A professora Maria Cléria, explicou que a proposta temática da Conferência Nacional é um resgate à memória da 8ª Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1986, considerada histórica por ter sido um marco para a democracia participativa e para o SUS.

“Saúde é um direito e deve ser defendido. Deveríamos estar discutindo ampliações do sistema. Mas, 30 anos depois, estamos defendendo sua manutenção”, ponderou.

Algumas das propostas aprovadas para a 8ª Conferência Estadual durante a plenária foram: “Como tem sido a nossa participação do direito à saúde para melhoria na comunidade?”, “Criação de Câmara Técnica para resolução de litígios junto ao judiciário” e “Avanços obtidos em ações/assistência de planejamento familiar, quanto à maior oferta de métodos contraceptivos”.

 O relatório final da 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª+8) deve gerar subsídios para a elaboração do Plano Plurianual 2020-2023 e do Plano Nacional de Saúde.