Boletim Legal completa 19 anos

Idealizador do projeto e secretário de Educação e Cultura participaram de um bate-papo com alunos do Ciep


02/10/2018 - Educação

Previous Next

(Mônica Terra)

Estudantes do Ciep-265 Municipalizado Profª Gladys Teixeira participaram nesta terça-feira, 2, de um bate-papo com o professor de Educação Física José Luiz da Silva Berto, o Caníddia,  e o secretário de Educação e Cultura, Daniel Damasceno, sobre os 19 anos do projeto Boletim Legal.

 “O Boletim Legal é um projeto de incentivo à prática esportiva, e os alunos para participar devem ter boas notas e comportamento. É recompensador estar completando 19 anos de trabalho junto a essas crianças e jovens do nosso município. Agradeço imensamente o apoio dos professores, diretores e da secretaria de Educação”, ressaltou Caníddia.

Na ocasião, o professor fez a entrega para a biblioteca de um álbum fotográfico com 67 jogadores sanjoanenses, que acabou de lançar. “Percebi a necessidade de termos um registro dos jogadores antigos, pra ficar na memória dos mais novos, porque muitos não têm ideia de sua representatividade no esporte de nosso município”.

O secretário Daniel destacou o exemplo de cidadania do professor e de percepção da educação voltada para a questão social, demonstrando sua gratidão pela parceria com a Semec.

A diretora do Ciep, Fernanda Nunes, disse que o Boletim Legal vem contribuindo com uma melhora significativa das notas e comportamento dos alunos em sala de aula.

Dentro do projeto, que este mês será voltado para o Dia das Crianças, foi planejado um torneio de queimado e futsal para o dia 23, na quadra do Ciep. Todos os participantes receberão medalhas.

Caníddia – O sanjoanense José Luiz da Silva Berto começou sua carreira como jogador aos 15 anos pelo time Goytacaz, de Campos dos Goytacazes, e encerrou no futebol profissional aos 23 anos. Um apaixonado pela bola, montou escolinha de futevôlei em São João da Barra e, a partir daí, começou a receber pedido de alguns pais para dar uma ajuda aos filhos, que estavam com notas baixas em disciplinas como Matemática e Português. Surgiu então a ideia de criar o projeto Boletim Legal, cujo objetivo é incentivar os estudos, a inclusão e o bom comportamento através da prática esportiva.