Construção de termelétricas em SJB

Assunto foi pauta de reunião entre a prefeita Carla Machado e representantes da GNA e da Porto do Açu


13/04/2018 - Gabinete

Previous Next

(Maurício Barreto)

O maior parque termelétrico da America Latina, que será construído no Complexo Portuário do Açu, seus reflexos positivos para a região e, em especial, para o município de São João da Barra, foram o tema de uma reunião, na quinta-feira, 12, entre a prefeita Carla Machado e o presidente da Gás Natural Açu (GNA), Bernardo Perseke, que esteve acompanhado do diretor de Sustentabilidade da GNA, Vicente Habib, e do gerente de Relações Institucionais e Responsabilidade Social da Porto do Açu, Caio Cunha.

Com um investimento estimado de R$ 7,2 bilhões para os próximos 5 anos, o projeto engloba duas termelétricas – que produzirão energia suficiente para abastecer 1,8 milhão de residências, o equivalente a  4,7% da demanda nacional – e um terminal de regaseificação.

A prefeita ressalta importância do empreendimento, em território sanjoanense, em termos de desenvolvimento e de ofertas de trabalho, uma luta de sua gestão, e que começará a se concretizar a partir desse ano e com previsão de aumento expressivo para 2019 e 2020.

– Reafirmo que São João da Barra segue na contramão da crise e esses novos empreendimentos terão capacidade para criar uma plataforma de geração de energia e disponibilização de gás natural, criando condições para atrair outros consumidores industriais. Nesse contexto, aumentarão as vagas de trabalho tão necessárias para atender nossos trabalhadores – enfatizou a prefeita.

Bernardo Perseke afirma que, com o início da construção do maior parque termelétrico da América Latina, é fundamental o diálogo permanente com o poder público local. “Hoje, reforçamos nossa parceria, já que temos o objetivo comum de promover o desenvolvimento econômico sustentável da região”.

Participaram da reunião, também, os secretários de Obras e Serviços, Alexandre Magno, de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Luiz Paulo Madureira, e os superintendentes Sávio Sabóia (Trabalho e Renda); Luciano Barreto (Comércio, Serviço e Empreendedorismo); Marcelino Souza (Portuária e Industrial); Wellington Abreu (Petróleo, Ciência e Tecnologia).