Alvorada e missa campal iniciam o dia da Padroeira

Celebrações aconteceram na manhã desta segunda-feira, 9; às 17h, tem a procissão terrestre


09/04/2018 - Turismo e Lazer

Previous Next

(Gabriela Hintz)

O dia da Padroeira, em Atafona, nesta segunda-feira, 9, começou cedo, com a alvorada, às 5h, conduzida pela da Banda União dos Operários e, às 9h, celebração de missa campal no Santuário Diocesano Mariano Nossa Senhora da Penha, com o Monsenhor Leandro Diniz, vigário geral da Diocese de Campos dos Goytacazes.

Acompanhada por centenas de fiéis de toda a região, ao ato religioso contou, ainda, com a participação do pároco de São João da Barra, Marcos Paulo Pinnali, do vigário paroquial, padre Alcy de Andrade, e dos padres Vinicius, de Quissamã, e Gustavo Ribeiro, de Natividade.

O monsenhor relatou que foi primeira vez que participou desta homenagem e lembrou como surgiu a devoção a Nossa Senhora da Penha, em Atafona. “Quando um grupo de devotos seguia em romaria pelo rio Paraíba do Sul em direção ao Espírito Santo, foram surpreendidos por um naufrágio, e apelaram pela intercessão de Nossa Senhora para se salvarem, prometendo então erguer, naquele local, uma igreja dedicada à virgem por ter concedido este milagre”, explicou.

A cerimônia contou com a presença da prefeita, Carla Machado, e do vice-prefeito, Alexandre Rosa, além de autoridades municipais e da região. “Este é um momento de agradecer por todas as conquistas do nosso município e continuar pedindo a proteção de Nossa Senhora da Penha para nosso povo e para São João da Barra”, destacou a prefeita.

A missa contou com a participação dos Arautos do Evangelho, movimentos católicos e congregações de todo o estado. Na programação, às 17h, acontece a tradicional procissão terrestre, Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado do Rio de Janeiro e, logo após, o show do padre Juarez de Castro. Na programação cultural, a partir das 20h, tem apresentação do grupo católico Christifideles, prosseguindo com a banda Delloreon.