Outorga da Medalha Barão de São João da Barra

Solenidade acontece sábado, às 18h30, no Cine Teatro São João, homenageando a escritora sanjoanense Irene Assis Barboza.


15/06/2017

(Mônica Terra)

A prefeita Carla Machado, participa neste sábado, 17, no Cine Teatro São João, às 18h30, da sessão solene de Outorga da Medalha do Mérito “Barão de São João da Barra” à sanjoanense e escritora Irene Assis Barboza. Este é mais um dos eventos em comemoração ao aniversário dos 167 anos de elevação de São João da Barra à categoria de cidade.

Criada em 16 de junho de 1987, na gestão do então prefeito João Francisco de Almeida, a comenda tem a finalidade de prestar homenagem às pessoas que, por suas realizações e feitos, se destacam na municipalidade. O primeiro a receber a honraria foi o empresário Hugo Aquino, destaque nas áreas comercial e industrial.

No ano de 2013, a prefeita Carla Machado foi agraciada com a Medalha do Mérito “Barão de São João da Barra”. Ela foi a quinta mulher na história do município a receber esta importante homenagem do Executivo. “Estou muito feliz por ter a oportunidade de homenagear esta mulher de fibra, que com sua perseverança criou irmãos e filhos, apoia a sociedade em suas necessidades, além de escrever dois livros, entre tantas outras demandas”, frisou a prefeita.

Irene Assis é escritora. Em 2002 lançou sua autobiografia, “Vida Revivida”, que posteriormente teve a segunda edição publicada, devido à aceitação e ótima crítica. Recentemente, em 2016, a escritora lançou o livro de ficção, “Ivone de Catarina”, que conta a história de uma moça que desconhecia sua história de vida, e passou por muitos sofrimentos na vida familiar.

A homenageada nasceu em 1º de fevereiro de 1941, em uma família de 15 irmãos. Filha de Maria Baltazar de Assis e Manoel Januário de Assis, um dos fundadores do Bloco Congos, ela não pôde prosseguir com os estudos, já que sua função era ajudar a cuidar dos irmãos mais novos. Ainda jovem, casou-se com um morador de Atafona, João Alberto Barboza, e desta união nasceram quatro filhas.

A viuvez a levou ao segundo casamento, com o comerciante Júlio Ferreira da Silva, com quem teve duas filhas. De acordo com informações de familiares, uma sétima filha chegou à família, já adolescente, comprovando a fortaleza desta mulher que nunca deixou se abater diante dos contratempos da vida.

A família cresceu, e Irene Assis Barbosa voltou aos estudos. Cursou o supletivo no Ciep 265- Gladys Teixeira, com a ajuda dos netos. Concluiu o ensino médio e, ainda, se tornou aluna da primeira turma da Universidade da Terceira Idade.

Conhecidos apontam o lado doce, da esposa de “Julinho”, que, mesmo após ver o patrimônio que construiu com o marido ser levado pelo mar de Atafona, manteve-se firme e acreditando no poder da fé e dos momentos vividos junto aos seus familiares e amigos.

Agora, aos 76 anos, Irene Assis continua em sua vida, sendo o alicerce de sua extensa família, além de reservar seu tempo para apoiar iniciativas comunitárias e participar de ações filantrópicas, pois em toda a sua história, sempre manteve o olhar no outro.  As qualidades que destacam sua personalidade: generosidade, simplicidade, amizade e respeito a levará a receber o título de Baronesa de São João da Barra, no próximo sábado.

“Estou muito orgulhosa com a indicação para receber a Medalha. Tenho muito a agradecer à prefeita Carla Machado, por este momento importante e significativo em minha vida. Ofereço a todas as pessoas que direta e indiretamente estão no meu caminho. Tenho a certeza que a minha missão nesta vida foi cumprida”, frisou a escritora. 

 Na ocasião será realizada a reabertura do Cine Teatro São João que passou por reformas recentemente, e a sessão solene de entrega da Medalha do Mérito “Barão de Barcelos”, ao ex-vereador Antônio de Azevedo Viana, por parte do Legislativo municipal.

Barão De São João Da Barra - Em seu livro Apontamentos para a história de São João da Barra, o historiador João Oscar do Amaral Pinto descreve a vida do próspero fazendeiro do município, o Major José Alves Rangel que, segundo o autor, foi um empresário de sucesso, sendo o primeiro a adotar na região o sistema industrial da máquina a vapor num engenho de açúcar.

Na vida pública, foi Presidente da Câmara e teve a honra de receber em terra Sanjoanense, o Imperador D. Pedro II, em 1847. Em 17 de junho de 1850, a vila de São João da Barra foi elevada à categoria de cidade, e sua atuação configurou ser de grande importância para o ocorrido. E foi por meio deste, que, em 26 de abril de 1849, recebeu de D. Pedro II a Outorga do título de Barão de São João da Barra.